Imagem

Como está seu relacionamento amoroso?

Autor: Ana Caroline Pina

Uma queixa constante no consultório refere-se às dificuldades enfrentadas nos relacionamentos amorosos. Ao longo destes anos, pude perceber que a maior parte dos conflitos conjugais são exatamente os mesmos conflitos com a sua família de origem.

Por que isso acontece? Via de regra, quando não rompemos com a família de origem, levamos para a família atual os problemas- são os emaranhados que atravessam gerações. Veja bem, romper não significa cortar os vínculos, mas sim colocar cada um em seu respectivo e devido lugar. Quando não nos desfazemos dos vínculos com a família de origem, carregamos o peso e as consequências dela, portanto o relacionamento fica fadado ao fracasso.

Quando assumimos um compromisso, com ele devemos ter a força para caminhar rumo ao novo, agradecendo tudo o que os nossos pais fizeram por nós e compreendendo que a partir deste momento em diante toda a energia será direcionada para a formação de uma nova família. Aqui, deixamos para trás também antigos padrões para construir novos e próprios pensamentos. Este é o auge da cumplicidade de um casal.

Além disso, bem como em todas as relações, o equilíbrio entre dar e receber é fundamental para determinar um romance próspero e bem-sucedido. Por exemplo: quando o marido presenteia a sua esposa, coloca-se em posição de superioridade. A esposa então sente-se inferior e resolve retribuir dando um presente ainda mais valioso, até mesmo por zelo. O marido decide presenteá-la com algo grandioso, como forma de agradecimento. Desta forma, cria-se um intercâmbio que cresce cada dia mais, pautado no amor e focado no desenvolvimento do relacionamento.

Quando apenas um é doador na relação, torna-se reivindicador e o outro coloca-se em posição de inferioridade, assumindo uma dependência. A relação do casal deve ser em par, os dois devem caminhar juntos de maneira equilibrada para que possam evoluir com leveza.

Reflita: Como está o seu relacionamento? Com base no que dissemos aqui, o que você pode começar a fazer hoje para torná-lo mais leve e feliz?